matriz

 

ESCUTA DA PALAVRA, RITOS, GESTOS E VIVÊNCIAS: EM TEMPOS DE FICAR EM CASA DIOCESE DE RORAIMA

Confira a Semana Santa em casa da Diocese aqui

 

covid header dph 3.5

 

Caros Irmãos e irmãs. Paz de Cristo e saúde a todos!

Diante da nova realidade do Coronavírus, que tudo indica muito próximo de nós de Roraima, em comunhão com a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e todos os padres da Diocese, venho através desta dar-lhes breves orientações no que diz respeito à nossa vida de Igreja e de homens e mulheres de boa vontade.

 

Clique aqui e confira!

noticia01

"Sinto uma grande responsabilidade em ser um dos primeiros Biomédicos formados em Roraima, afinal, nossa turma será um exemplo para as demais”, conta Emanuel Bezerra

 

A primeira semana de fevereiro foi especial para a primeira turma de Biomedicina do Claretiano – Centro Universitário em Boa vista (RR). As comemorações começaram no dia 3, quando a turma se reuniu e organizou a Aula da Saudade com muitos vídeos, homenagens e descontração. Em seguida, no dia 6, aconteceu a colação de grau e no dia 8, finalizando as comemorações, foi realizado o baile dos formandos.

querida amazonia

A Rede Eclesial Pan-Amazônica na Diocese de Roraima convida a acolher Exortação Apostólica “Querida Amazônia” do Papa Francisco, como resultado e continuidade do rico processo sinodal, que está apenas começando em sua fase mais importante.

“Querida Amazônia” apresenta a Amazônia aos olhos do mundo com todo o seu esplendor, o seu drama e o seu mistério.” Assim tem início a Exortação apostólica pós-sinodal, Querida Amazônia.

O Pontífice, nos primeiros pontos, (páginas 2-4) explica “o sentido desta Exortação”, rica de referências a documentos das Conferências episcopais dos países amazônicos, mas também a poesias de autores ligados à Amazônia.
O Papa Francisco destaca que deseja “expressar as ressonâncias” que o Sínodo provocou nele. E esclarece que não pretende substituir nem repetir o Documento final, que convida a ler “integralmente”, fazendo votos de que toda a Igreja se deixe “enriquecer e interpelar” por este trabalho e que a Igreja na Amazônia se empenhe “na sua aplicação”.
O Papa compartilha os seus “Sonhos para a Amazônia” (páginas 5-7), com grandes preocupações com este território, “esta terra que também é nossa”. Assim, formula “quatro grandes sonhos”: o sonho social, o sonho eclesial, o sonho pastoral e o sonho ecológico que representam os povos “que lutam pelos direitos dos mais pobres”, “que preservam as riquezas culturais deste imenso território”, que “que guardam zelosamente a sedutora beleza natural da Amazônia”. Por fim, o Papa exorta que as comunidades cristãs sejam “capazes de se devotar e encarnar na Amazônia”.
Desta forma Exortação apostólica pós-sinodal, Querida Amazônia é um documento que acaba de chegar às nossas mãos e que precisa ser acolhido, lido, aprofundado e interpretado para orientar nossos planos pastorais e sustentar nossos posicionamentos eclesiais em defesa da Amazônia e de seus povos.