Monitoramento da Comissão Pastoral da Terra registrou 61 assassinatos, 11 a mais que 2015
O relatório Conflitos no Campo Brasil 2016, organizado pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), desde 1985, chama a atenção para o aumento de homicídios. O ano 2016 é o ano com maior número de assassinatos no campo por conta de conflito agrários, luta pela terra e pela água, nos últimos 13 anos. O monitoramento da CPT registrou 61 assassinatos ano passado, 11 a mais que em 2015, com registro de 50 assassinatos, um crescimento de cerca de 30% de casos.

Mais da metade da população brasileira (65%) não tinham uma reserva financeira em março último, taxa ligeiramente acima da registrada no mês anterior (60%), segundo o Indicador de Reserva Financeira, do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL).

Iniciada em dezembro do ano passado, a pesquisa mostra, no entanto, pequena redução na proporção dos que não conseguiram guardar dinheiro, passando de 80% (em fevereiro) para 76% (em março). Em janeiro, esse percentual era de 62%. A parcela que fez poupança chegou a 19% e a média geral financeira foi de R$ 502, totalizando R$ 14,2 bilhões.

A Organização Internacional do Trabalho (OIT) afirmou que cerca de um milhão de pessoas ficarão sem emprego durante 2017 na América Latina e no Caribe, o que pode elevar para mais de 26 milhões o número de desempregados na região.

“Na doença e no sofrimento, as Igrejas estão mais próximas (500 depois da reforma de Lutero)” é o título de um Congresso ecumênico no Instituto Camillianum, em Roma.

Na quarta-feira (24/05), participou do evento o Prefeito do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, Card. Peter Kodwo Appiah Turkson, que desenvolveu o tema “Proteger a Terra e dar dignidade à humanidade”.

O Cardeal ganense recordou o convite do Papa a sermos custódios do meio ambiente e dos pobres, definidos “duas fragilidades”. “São problemas imperativos: a Terra deve ser protegida, a humanidade e os pobres devem ter dignidade”, disse o Card. Turkson, que falou também do tráfico de seres humanos e das novas formas de escravidão.

Para ele, existe hoje uma “justiça ecológica”. “Os bens da Terra não são destinados a alguns, mas a todos. Este é o princípio de solidariedade.” Falando sobre o desenvolvimento sustentável, o Cardeal recordou que recebemos “a Terra como um jardim, ai de nós se a deixarmos como um deserto”. “Tudo se baseia na moral e na ética, sem uma mudança de coração, também as regras políticas não são eficazes.” 

(from Vatican Radio)

_“O fruto da justiça é semeado na paz”_ (Tg 3,18)

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB, por meio de sua Presidência, unida aos bispos e às comunidades de todo o país, acompanha, com espanto e indignação, as graves denúncias de corrupção política acolhidas pelo Supremo Tribunal Federal. Segundo a Constituição, Art. 37, é dever de todo servidor público, principalmente os que detêm elevadas funções, manter conduta íntegra, sob pena de não poder exercer o cargo que ocupa.

Tais denúncias exigem rigorosa apuração, obedecendo-se sempre as garantias constitucionais. Apurados os fatos, os autores dos atos ilícitos devem ser responsabilizados. A vigilância e a participação política das nossas comunidades, dos movimentos sociais e da sociedade, como um todo, muito podem contribuir para elucidação dos fatos e defesa da ética, da justiça e do bem comum.

A superação da grave crise vivida no Brasil exige o resgate da ética na política que desempenha papel fundamental na sociedade democrática. Urge um novo modo de fazer política, alicerçado nos valores da honestidade e da justiça social. Lembramos a afirmação da Assembleia Geral da CNBB: “O desprezo da ética leva a uma relação promíscua entre os interesses públicos e privados, razão primeira dos escândalos da corrupção”.

Recordamos também as palavras do Papa Francisco: “Na vida pública, na política, se não houver a ética, uma ética de referimento, tudo é possível e tudo se pode fazer” (Roma, maio de 2013). Além disso, é necessário que saídas para a atual crise respeitem e fortaleçam o Estado democrático de direito.

Pedimos às nossas comunidades que participem responsável e pacificamente da vida política, contribuam para a realização da justiça e da paz e rezem pelo Brasil.

Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, nos ajude a caminhar com esperança construindo uma nova sociedade.

*Cardeal Sergio da Rocha*
Arcebispo de Brasília
Presidente da CNBB

*Dom Murilo S. Ramos Krieger*
Arcebispo de São Salvador da Bahia
Vice-Presidente da CNBB

*Dom Leonardo Ulrich Steiner*
Bispo Auxiliar de Brasília
Secretário-Geral da CNBB


Brasília, 19 de maio de 2017

cnbb.net

A associação de moradores do River Park e amigos (Amoripa) está promovendo neste sábado (6), um dia de lazer para os moradores e seus familiares com uma serie de atividades culturais, aferição de pressão e testes de glicemia feita pelos alunos do curso de farmácia da Faculdade Cathedral, e a filiação de novos associados.

Moradores da Rua dos Tamanduás no bairro Primavera, zona oeste da cidade, tomaram uma iniciativa e fizeram o recapeamento com barro na rua. A medida foi tomada para evitar maiores danos com o período de chuvas, além de doenças que as poças de lama podem acarretar.

Estudantes do ensino fundamental e médio de escolas públicas e privadas de todo o país podem se inscrever, até o próximo dia 20 de maio, na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), no site, que este ano tem a coordenação-geral da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). No ano passado, quando a OBR completou 10 anos, a coordenação coube à Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Página 28 de 31

Quem somos

A FM 107,9 Mhz, Rádio Monte Roraima é uma emissora ao serviço da evangelização, cidadania e educação da sociedade roraimense. No ar desde 2002, a Monte Roraima conquista a cada dia a simpatia e a confiança do povo de Roraima.

Atendimento

Rua Floriano Peixoto 402 Centro
Boa Vista/RR - CEP 69.301-320
Telefone: (+55) 95 3624 4064
Email: fmmonteroraima@gmail.com